15 de fev de 2007

SONHOS


Não corra atras dos sonhos
eles são leves e somem, ao menor deslocamento de ar.
Não corra atrás do amor
ele é tímido e foge, se lhe tocam o ombro.
Não corra, pare e viva.
Cada manhã com sol nascendo
onda quebrando na praia
borbrleta voando no jardim
chuva umedecendo terra
abraço corpo carinho
pão com manteiga, quentinho
lençol cheiroso limpinho.
E os sonhos?
Os sonhos, aí sim, eles virão.

Um comentário:

jamira disse...

tenho a impressão que estou musicando meus olhos....
sou louca por arte!
e eis aqui um pouco..

jamira é jama no orkut...

valeu!!