15 de fev de 2007

LONGE


Longe é como um hiato se-pa-ra-do
que não sabe se vai voltar.
É sentar e esperar.
que passe a vida.
Desacatando os peixes com pedrinhas nervosas
inventariando as horas e as estrelas
para no fim vazio restar.

Nenhum comentário: